sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Ainda é Tempo - Ludmila Ferber

Ainda é tempo de voltar
Ainda é tempo de recomeçar
Ainda é tempo, Ainda é tempo
Retoma de onde houve um abalo
Retoma de onde houve uma queda
Retoma de onde houve uma derrota
Retoma o teu caminho
Retoma o teu lugar
A porta permanece ainda aberta
Não fique esperando pode entrar
Na hora o confronto dói, mas cura
Aceite a correção, aceite o amor
Aceite o perdão, aceite a graça
Receba a correção, receba o amor
Receba o perdão, receba a cura
Respire fundo e recomece agora
Recontruindo os muros e o altar
Não deixe que te roubem a coroa



0 comentários:

Postar um comentário

Você foi edificado através deste texto? Então deixe seu comentário!
Deus abençoe!